SME inaugura novo modelo de supervisão de suas 1537 escolas

15/12/2017 15:38:00


fotos: Hélio Melo

 

 

 

 

A Secretaria Municipal de Educação realizou hoje (dia 15) o Encontro de Abertura da Supervisão Responsável, novo modelo de acompanhamento das 1537 escolas do município que visa proporcionar uma melhoria no aprendizado dos 650 mil alunos da rede e uma melhor organização da rotina de trabalho dos educadores. Esse novo modelo de supervisão corresponsável será inaugurado no início do ano letivo de 2018.


O encontro foi iniciado com os adolescentes Lívia, Suzane e Luis Fernando, das escolas Padre Leonel Franca e Jacques Raimundo, de Realengo, recitando belos poemas de autoria dos alunos das duas escolas sobre assédio, violência contra mulheres e no entorno das escolas e escravidão.

 

Ao explicar o que seria a supervisão corresponsável, Clara Costa, assessoria do Gabinete da SME, disse que, embora o trabalho de acompanhamento das escolas não seja algo inédito, o modelo inaugurado agora pretende unificar as equipes e torná-lo mais eficiente. Ela deixou claro que o trabalho de supervisão desenhado este ano não objetiva exercer o controle das escolas, mas apoiar as direções.


Clara explicou, no encontro realizado no auditório Antônio Carlos Amorim, no Fórum do Rio de Janeiro, que a Supervisão Responsável está estruturada em duas equipes, uma pedagógica e outra, administrativa. Haverá supervisores do Nível Central, das Coordenadorias Regionais e das Escolas. Para cada dois supervisores pedagógicos, haverá um administrativo. Eles farão acompanhamento do trabalho pedagógico realizado pelas escolas e vão avaliar as necessidades de infraestrutura e de recursos humanos.

 

 

Presente ao encontro, a subsecretária de Gestão, Bettina Libonati, falou sobre a importância do trabalho e prometeu apoio irrestrito aos supervisores. Já a subsecretária de Ensino, Nazareth Vasconcelos, revelou que os supervisores foram escolhidos a dedo e realizarão um trabalho inovador na Rede. Em princípio, serão 240 supervisores, 16 dos quais estarão lotados no gabinete.


O secretário César Benjamin avaliou a formação do time de supervisores como uma nova vitória da Secretaria Municipal de Educação, porque foi construído por adesão dos professores, assim como o dos 2500 alfabetizadores. Ele lembrou que a SME passou a trabalhar com dois binômios, autonomia e responsabilidade; apoio e supervisão.

 

"Estou de passagem, e quero dizer que tenho muito orgulho de trabalhar com vocês, que decididamente dedicaram suas vidas a essa profissão humana, por excelência", disse ele, acrescentando que a SME está fazendo uma revolução silenciosa.


O secretário anunciou, ainda o empréstimo de R$ 150 milhões da Caixa Econômica, que está sendo assinado hoje em Brasília pelo prefeito Marcelo Crivella. O dinheiro será utilizado em quatro blocos de investimentos: reforma completa de 103 escolas, finalização das obras de outras sete e do trabalho de climatização da rede e, por fim, dotar as escolas de conectividade. Do total das unidades, 200 estarão de imediato no estado da arte em termos de tecnologia, o que exigirá da SME a construção de um projeto associado a esse investimento.